Revista Veja - Apenas 5,5% aprovam governo de Sartori, mostra pesquisa

Apenas 5,5% aprovam governo de Sartori, mostra pesquisa

Procurado, o governo informou através da Secretaria de Comunicação que não comentaria o tema

 

more_horiz

Uma pesquisa divulgada nesta quarta mostra que apenas 5,5% dos moradores de sete cidades da região metropolitana de Porto Alegre avaliam positivamente o governo de José Ivo Sartori (PMDB), à frente do Rio Grande do Sul desde 2015.

De acordo com o estudo que ouviu 600 gaúchos dessas localidades, 1% acha o governo ótimo e 4,5% acham a gestão boa, totalizando 5,5% de avaliação positiva. A maioria é crítica ao governo: 43% acham o governo de Sartori ruim, 24% acham péssimo e 27,5% consideram o governo regular. Os entrevistados responderam à pergunta “como você avalia a administração do governo estadual de José Ivo Sartori?”. Procurado, o governo informou através da Secretaria de Comunicação que não comentará o tema.

PUBLICIDADE
 

O estudo foi encomendado pela Asofbm (Associação dos Oficiais da Brigada Militar), entidade que representa os policiais militares de patentes superiores. A Asofbm também divulgou pesquisa sobre a segurança pública, que enfrenta alta nos índices de criminalidade. Os crimes no noroeste do estado chegaram a receber o nome de “cangaço” por causa da violência.

No item segurança, a avaliação da gestão de Sartori é ainda pior. Apenas 2,9% aprova a área da segurança. Destes,  0,2% acha a segurança ótima e 2,7% acha boa – 0,1% não soube responder.Os entrevistados precisaram responder à pergunta “como você avalia a atual administração do governo estadual, de José Ivo Sartori, em relação à segurança pública?”. Do total, 51,8% responderam que acham a gestão da segurança péssima, 26,2% acham ruim e 19% regular.

“O governo traz o conceito de que é possível fazer mais com menos. Dizem que é possível otimizar e fazer mais. Quero dizer, rompendo com esse mito, que não é possível”, disse o coronel Marcelo Gomes Frotas, presidente da Asofbm. O governo enfrenta uma grave crise financeira com salários dos policiais parcelados há dois anos e cortou investimentos na área.

O estudo da Asofbm, conduzido pela Segmento Pesquisas, abrange as cidades de Canoas, Alvorada, Gravataí, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Esteio e Sapucaia do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre e tem margem de erro de 4% para mais ou menos nos resultados.

Segue Link https://veja.abril.com.br/blog/rio-grande-do-sul/apenas-55-aprovam-governo-de-sartori-mostra-pesquisa/




Vídeos

Conheça a trajetória da Entidade de Classe que representa os Oficiais da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros. Confira as ações, os desafios, as conquistas e novos projetos da Instituição.


Veja mais notícias [+]