Aos 90 anos da Batalha do Buri, “ A última Ordem do Coronel Apparício Borges” agora está digitalizada em uma placa com QR Code junto ao monumento do Coronel Apparício Gonçalves Borges e do cabo corneteiro Timóteo Alves da Rosa

Nesta terça-feira ( 26/07) ocorreu uma solenidade alusiva aos 90 anos da Batalha do Buri, onde o Coronel Apparício Gonçalves Borges, patrono do 1º Batalhão de Polícia Militar, Batalhão de Ferro e o cabo corneteiro Timóteo Alves da Rosa tombaram no combate em São Paulo, em 1932, durante a Revolução Constitucionalista. A solenidade foi organizada pela Liga de Defesa Nacional e pelo Comando-geral da Brigada Militar e ocorreu na Academia de Polícia Militar, junto ao monumento ao Coronel Apparício Borges.

Na ocasião foi inaugurada uma placa, no monumento, com um QR Code que remete ao livro “ A última Ordem do Coronel Apparício Borges”. Uma obra que conta a história da Batalha do Buri e que agora está eternizada nos meios virtuais. O livro foi patrocinado pela Fundação Walter Peracchi de Barcellos em parceria com a Liga de Defesa Nacional.

A Associação dos Oficiais da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, foi representada pelo diretor de cultura, Cel RR Rodrigo Dutra. A solenidade reuniu autoridades civis e militares.