Legião Altiva

Objetivos

A Legião Altiva visa resgatar a identidade de seus legionários e apoiar o comando da Brigada Militar, em suas ações, em prol da comunidade riograndense.

História

A origem da Legião Altiva da Brigada Militar (LABM) para efeitos de resgate histórico nos leva a remontar os anos de 1965, aproximadamente, quando o então Comandante Geral da BM, Coronel Octávio Frota, reunia a tropa em formatura geral, no Estádio General Cipriano, da Academia de Polícia Militar (APM) e, em discursos de grande emoção e de amor à Força, conclamava a tropa dizendo, visivelmente emocionado que: “A Brigada é um só homem, um só tudo”, e nesse momento homenageava os militares estaduais inativos da Brigada pelos relevantes serviços prestados à Corporação, ao Rio Grande e à Pátria.

No ano de 1981, por proposta do Ten Cel Alfeu Rodrigues Moreira, então Comandante do 8º Batalhão de Policia Militar (8º BPM), publicada no Boletim Geral nº 190, de 08.10.1981, o qual sugere, e recebendo a aprovação do Comandante da Brigada Militar o Cel Milton Weyrich, foi instituído e adotada a data de 12 de novembro como o “Dia do Inativo da Brigada Militar”, consagrando-se este como sendo o primeiro dia festivo da “Semana da Brigada Militar”, e o dia de reverenciar os feitos e a memória dos veteranos da Corporação. A partir de então anualmente comemorou-se esta data, sendo incentivada e prestigiada por vários Comandantes Gerais em eventos programados dentro das comemorações da Semana da Brigada Militar. Entretanto, foi somente a partir do ano de 2002, no comando do Cel QOEM Gerson Nunes Pereira, através da Portaria nº 139/EMBM/2002, de 17 de dezembro de 2002, que esta data ganhou maior significado com a criação do “Batalhão Altivo da Brigada Militar” com a finalidade de valoração e reconhecimento dos recursos da reserva remunerada da Corporação, além de possibilitar a congregação e a participação em eventos e solenidades relativas e enaltecer a imagem da Instituição perante a sociedade Sulriograndense, tendo sido designado pelo Comandante Geral da Corporação, como sendo o primeiro Comandante do “Batalhão Altivo”, decorrente de um processo seletivo e a manifestação de voluntariedade, o Cel Ref. Esmeraldo Fonseca Filho.(…..)

De acordo com o Boletim Geral nº 132, de 12 de julho de 2012, foi publicada a Portaria de nº 509/EMBM/2012, de 10 de julho de 2012, alterando a denominação da Entidade e seus Regulamentos, sendo que neste expediente “O Comandante Geral da Brigada Militar, no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto no art. 6º da Lei 10.991, de 18 de agosto de 1997, combinado com o inciso I do Art. 5º e Art. 54, do Decreto nº 42.871 de 05 de fevereiro de 2004, RESOLVE: Art. 1º – a Legião da Reserva Altiva da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul criada pela Portaria nº 139/EMBM/2002, com denominação dada pela Portaria nº 280-1/EMBM/2007, passa a denominar-se LEGIÃO ALTIVA….” assina o documento o então Comandante Geral da Brigada Militar, o Cel QOEM Sergio Roberto de Abreu. 

O Regulamento da Legião Altiva, de 12 Jul 2012, no seu Art. 20, determina que: “Cabe exclusivamente aos componentes da Brigada Militar, na condição de reserva ou reforma, o uso de traje uniforme, definido por norma própria, aprovada pelo Comandante Geral da Corporação”. Por adoção, o traje adotado é composto por um terno preto, camisa social branca, sapato social preto com meias pretas, gravata cor roxa, e boina também na cor roxa com o distintivo da Legião Altiva. A cor Roxa adotada na boina e na gravata, de acordo com o Ex-comandante Geral da Brigada Militar, o Cel. Ref. Jerônimo Carlos dos Santos Braga, tem um significado de valor histórico na Corporação, a qual remete ao detalhe de um antigo uniforme usado pela Brigada Militar, que possuía um losango na cor azul aplicado em suas golas, e com o uso, o seu desbotar assemelhou-se a cor que à época ficou conhecido como “Papo Roxo”. Esse uniforme, cuja adoção está disposta na Ordem do Dia nº 14, de 12 de janeiro de 1924, constante do Livro de Ordens do Dia nº 156, páginas 2,3 e 4, assinado pelo então Comandante Geral da Brigada Militar, Coronel Affonso Emilio Massot, marcou época e deixou lembrança na história da Corporação.

Informações em destaque

Últimas notícias

Momentos Legião Altiva

Associe-se hoje mesmo a quem defende e apoia você!

Open chat
Fale agora mesmo com a ASOFBM