O que virá no novo decreto de Marchezan para Porto Alegre

Medidas estão sendo discutidas em reunião do comitê formado por gestores municipais e entidades, nesta sexta-feira.

O novo decreto que será editado pela prefeitura de Porto Alegre não deverá alterar o horário de funcionamento do comércio, nem de bares ou restaurantes na cidade. Conforme a coluna apurou, as novas restrições, por enquanto — a reunião continua em andamento — seriam aplicadas somente para eventos sociais, como por exemplo realização de festas, casamentos ou mesmo reuniões em salão de festa de condomínios.

Assim, bares, restaurantes e comércio não sofreriam novas medidas restritivas. A informação também foi confirmada pela colunista Giane Guerra, em GZH, junto a entidades que participaram das discussões. Ainda não há confirmação sobre a data de publicação do novo decreto.

Governador subirá o tom de alerta após piora nos números do coronavírus no Rio Grande do Sul.Governador subirá o tom de alerta após piora nos números do coronavírus no Rio Grande do Sul

Um alerta importantíssimo sobre a nova onda de coronavírus no Rio Grande do Sul.Um alerta importantíssimo sobre a nova onda de coronavírus no Rio Grande do Sul


A pedido da prefeitura, entidades se unem para evitar volta de restrições em Porto Alegre. A pedido da prefeitura, entidades se unem para evitar volta de restrições em Porto Alegre.

Ouvidas, as entidades que representam o comércio se comprometeram com alguns pontos importantes junto ao comitê de enfrentamento à covid-19, em Porto Alegre. Entre eles, o reforço de campanhas de conscientização para uso de máscara, álcool em gel e distanciamento entre as pessoas. O objetivo é que as entidades, entre elas Sindilojas, Sindha e CDL, se comprometam também com a ideia de preservação de vidas, não somente dos empregos como defendido desde o começo da pandemia.

Um nova reunião à tarde deverá dar sequência à ideia de efetivação da campanha de comunicação.

Além disso, o setor estará em total apoio à ação de entidades como a Brigada Militar, Ministério Público e agentes da fiscalização municipal, para que estejam nas ruas realizando fiscalização de bares e restaurantes, por exemplo, inclusive aplicando sanções a frequentadores ou estabelecimentos que estiverem descumprindo protocolos.

Consultado pela coluna, o prefeito Nelson Marchezan se limitou a dizer que as medidas seguem sendo analisadas ao longo de toda a sexta-feira (27) e, sendo assim, não é possível assegurar quais serão implementadas, de fato. Ele voltou a dizer que é preciso atenção aos novos casos de covid-19 na cidade e à ocupação de leitos, que cresceu nas últimas semanas na Capital.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Associe-se hoje mesmo a quem defende e apoia você!