Senado define integrantes da nova Mesa Diretora; saiba nomes

Por Gustavo Garcia e Sara Resende, G1 e TV Globo — Brasília

Senado definiu nesta terça-feira (2) os novos integrantes da Mesa Diretora da Casa.

Nesta segunda (1º), Rodrigo Pacheco (DEM-MG) foi eleito novo presidente do Senado e, nesta terça, os parlamentares se reuniram para definir os demais integrantes da Mesa.

Com a definição desta terça, fica assim a Mesa Diretora do Senado para o período 2021/2022:

  • Presidente: Rodrigo Pacheco (DEM-MG);
  • 1º vice-presidente: Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB);
  • 2º vice-presidente: Romário (Podemos-RJ);
  • Primeiro secretário: Irajá (PSD-TO);
  • Segundo secretário: Elmano Ferrer (PP-PI);
  • Terceiro secretário: Rogério Carvalho (PT-SE);
  • Quarto Secretário: Weverton Rocha (PDT-MA);
  • Suplentes de secretários: Jorginho Mello (PL-SC), Luiz do Carmo (MDB-GO) e Eliziane Gama (Cidadania-MA). O quarto suplente ainda não foi definido (a votação será em outro momento).

Houve mais de uma candidatura somente para o cargo de primeiro vice-presidente do Senado, que, por votação, foi escolhido Veneziano Vital do Rêgo. Ele recebeu 40 votos, superando Lucas Barreto (PSD-AP), que teve 33 votos.

Os candidatos à primeira vice-presidência fizeram um acordo, e o eleito seria aquele que obtivesse a maioria simples dos votos.

Disputa pela primeira Vice-presidência

MDB e PSD disputaram a primeira vice-presidência do Senado. O MDB queria que Veneziano Vital do Rego fosse o primeiro vice-presidente. O PSD queria dar o lugar para Lucas Barreto (PSD-AP).

A bancada do MDB tem 15 senadores e é a maior da Casa. A do PSD tem 11 integrantes, mas o partido foi o primeiro a anunciar apoio a Pacheco e, por isso, reivindicava a função.

Já o MDB passou a fazer composição com o parlamentar do DEM somente quando abandonou a candidatura de Simone Tebet (MDB-MS) à presidência.

As funções da Mesa Diretora

Veja as atribuições de cada função na Mesa:

  • Presidente: definir, após reunião com líderes partidários, a pauta de votações; chefiar o Legislativo e presidir as sessões conjuntas do Congresso Nacional; exercer a Presidência da República na ausência do presidente, vice-presidente e presidente da Câmara (é o terceiro na linha sucessória); desempatar votações.
  • Primeiro vice-presidente: substituir o presidente do Senado nas suas faltas ou impedimentos.
  • Segundo vice-presidente: substituir o primeiro vice-presidente do Senado nas suas faltas ou impedimentos.
  • Primeiro-secretário: Ler, em plenário, documentos oficiais; receber e assinar correspondência oficial do Senado; gerir – em conjunto com o presidente da Casa – o orçamento do Senado; supervisionar atividades administrativas do Senado.
  • Segundo-secretário: lavrar atas das sessões secretas e assiná-las depois do primeiro-secretário.
  • Terceiro e quarto-secretários: fazer a chamada de senadores em casos previstos no regimento; contar votos em verificação de votação; e auxiliar o presidente na apuração de eleições.

As vagas nas mesas e nas comissões também dão aos partidos possibilidades de indicação para uma série de cargos, o que desperta o interesse dos caciques das legendas.

As funções mais disputadas são a da primeira vice-presidência, cujo ocupante é o substituo imediato do presidente; e o primeiro-secretário, que supervisiona atividades administrativas e orçamentárias da Casa.

Primeiro vice-presidente e primeiro secretário também têm direito a indicar mais cargos para seus gabinetes.

CCJ

O comando das comissões do Senado também está em disputa pelas legendas.

Nesta terça-feira, Pacheco disse que Davi Alcolumbre (DEM-AP), ex-presidente do Senado, pode ser o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a mais importante da Casa, que é cobiçada também por MDB e PSD.

“Há uma possibilidade de o presidente Davi ser o presidente da CCJ, mas ainda está por definir. Temos que discutir com todos os líderes”, disse Pacheco.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Associe-se hoje mesmo a quem defende e apoia você!